FORMATO

Código QRInfo

    Código QR 96501

Detalhe do registo

capa.jpg

Listen, we need to talk [Texto impresso] : how to change attitudes about LGBT rights / Brian F. Harrison and Melissa R. Michelson

AUTOR(ES): Harrison, Brian F.Michelson, Melissa R., co-autor

PUBLICAÇÃO: -------------------------------------------------

ISBN: 978-0-19-065474-0

NOTAS: INGLÊS:

Listen, We Need to Talk tests a new theory, what Brian Harrison and Melissa Michelson call The Theory of Dissonant Identity Priming, about how to change people's attitudes on controversial topics. Harrison and Michelson conducted randomized experiments all over the United States, many in partnership with equality organizations, including Equality Illinois, Georgia Equality, Lambda Legal, Equality Maryland, and Louisiana's Capital City Alliance. They found that people are often willing to change their attitudes about LGBT rights when they find out that others with whom they share an identity (for example, as sports fans or members of a religious group) are also supporters of those rights-particularly when told about support from a leader of the group, and particularly if they find the information somewhat surprising.

Fans of the Green Bay Packers football team were influenced by hearing that a Packers Hall-of-Famer is a supporter of LGBT rights. African Americans were influenced by hearing that the Black president of the United States is a supporter. Religious individuals were influenced by hearing that a religious leader is a supporter. And strong partisans were influenced by hearing that a leader of their party is a supporter. Through a series of engaging experiments and compelling evidence, Listen, We Need to Talk provides a blueprint for thinking about how to bring disparate groups together over contentious political issues.



PORTUGUÊS:

Listen, Need to Talk testa uma nova teoria, que Brian Harrison e Melissa Michelson chamam de Theory of Dissonant Identing Priming, sobre como mudar as atitudes das pessoas em assuntos controversos. Harrison e Michelson conduziram experiências aleatórias por todo os Estados Unidos, muitos em parceria com organizações de igualdade, incluindo a Equality Illinois, a Georgia Equality, a Lambda Legal, a Equality Maryland e a Capital City Alliance de Louisiana. Eles descobriram que as pessoas muitas vezes estão dispostas a mudar suas atitudes sobre os direitos LGBT quando descobrem que outras pessoas com quem compartilham uma identidade (por exemplo, fãs de desportos ou membros de um grupo religioso) também são defensores desses direitos - particularmente quando lhes dizem sobre o apoio de um líder do grupo, e particularmente se eles acham a informação um pouco surpreendente.

Os fãs do time de futebol americano Green Bay Packers foram influenciados por ouvir que um membro do Hall da Fama da Packers é um defensor dos direitos LGBT. Afro-americanos foram influenciados por ouvir que o presidente negro dos Estados Unidos é um defensor. Indivíduos religiosos foram influenciados por ouvir que um líder religioso é um defensor. E partidários fortes foram influenciados por ouvir que um líder do seu partido é um defensor. Através de uma série de experiências envolventes e provas convincentes, Ouça, Precisamos Falar, fornece um modelo para pensar em como reunir grupos diferentes sobre questões políticas contenciosas.

ASSUNTOS: Movimentos de libertação dos homossexuaisMinorias sexuaisDireitos humanosOpinião públicaEUA

CDU: 305(73)

DOCUMENTO(S): capa.jpg

Adicionar à lista
COTASIGLACÓDIGO BARRASTIPOESTADO
305 HAR LISBCI300100034999Para EmpréstimoLivre